*Nome: Bárbara
*Onde Moro:Londrina/PR
*Aniversário:21/11
*Signo: Escorpião
*Signo Lunar: Virgem
*Ascendente: Áries
*Signo Chinês: Dragão
*Profissão:Advogada
*Time do Coração: São Paulo
*Amo:
sair, ler, ouvir música,cinema,internet, tv, minha, família, namorar
*Odeio: Injustiça, maldade
*Um Desejo: Conhecer as pirâmides do Egito
*Um Sonho: Morar na Praia
Uma Música:"She'slike the wind"
*Um Filme:Forrest Gump
*Uma qualidade:Responsável
*Um Defeito: Perfeccionista
*Uma Grande Pessoa: Minha Mãe
*Um Lugar:Minha casa
*Uma vontade: Conhecer todo o Brasil *Um Vício: Internet
*Um Grande Amigo: Meu irmão
*Uma Flor: Copo de leite
*Uma Comida:Pizza
*Uma Conquista: Meu trabalho
*Meu Jeito de Ser: Confiante, cheia de energia,alegre, amiga, companheira, carinhosa,ciumenta...
*Livro da Vez:"Mentiras no Divã de Irvim D.Yalom" *Frase :"Eterno é tudo aquilo que dura
uma fração de segundos, mas com tamanha
intensidade que se petrifica e nenhuma força consegue
destruir." (C. Drummond de Andrade>



























Photobucket - Video and Image Hosting


























Outros Sites
UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis






She's like the wind through my tree
She rides the night next to me
She leads me through moonlight
Only to burn me with the sun
She's taken my heart
But she doesn't know what she's done
CHORUS:
Feel her breath on my face
Her body close to me
Can't look in her eyes
She's out of my league
Just a fool to believe
I have anything she needs
She's like the wind
I look in the mirror and all I see
Is a young old man with only a dream
Am I just fooling myself
That she'll stop the pain
Living without her
I'd go insane

She's like the wind

Ela é Como O Vento Ela é como o vento através do meu tronco
Ela trilha a noite perto de mim
Ela me guia ao longo do luar
Só pra queimar-me com o sol
Ela está roubando meu coração
Mas ela não sabe o que me faz
Sinto a respiração dela em meu rosto
O corpo dela junto ao meu
Não consigo olhar em seus olhos
Ela está fora do meu alcance
Apenas um bobo pra acreditar
Que eu tenho algo que ela precisa
Ela é como o vento
Eu olho no espelho e tudo o que vejo
É um "jovem homem velho" com um só sonho
Eu estou apenas me enganando
Que ela irá parar a dor
Vivendo sem ela
Eu iria ficar louco
Sinto a respiração dela em meu rosto
O corpo dela junto ao meu
Não consigo olhar em seus olhos
Ela está fora do meu alcance
Apenas um tolo pra acreditar
Que eu tenho algo que ela precisa
Ela é como o vento

Arquivos
30/09/2007 a 06/10/2007
01/10/2006 a 07/10/2006
17/09/2006 a 23/09/2006
03/09/2006 a 09/09/2006
27/08/2006 a 02/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
13/08/2006 a 19/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006








 
 


 



Teu corpo

Teu corpo seja brasa
e o meu a casa
que se consome no fogo

um incêndio basta
pra consumar esse jogo
uma fogueira chega
pra eu brincar de novo"

Alice Ruiz




 

Postado por: Bárbara às 17h31
[ ]

[ envie esta mensagem ]






Exaltação

"Viver!... Beber o vento e o sol!... Erguer
Ao Céu os corações a palpitar!
Deus fez os nossos braços pra prender,
E a boca fez-se sangue pra beijar!

A chama, sempre rubra, ao alto, a arder!...
Asas sempre perdidas a pairar,
Mais alto para as estrelas desprender!...
A glória!... A fama!... O orgulho de criar!...

Da vida tenho o mel e tenho os travos
No lago dos meus olhos de violetas,
Nos meus beijos extáticos, pagãos!...

Trago na boca o coração dos cravos!
Boémios, vagabundos, e poetas:
--- Como eu sou vossa Irmã, ó meus Irmãos!..."

                        Florbela Espanca




 

Postado por: Bárbara às 15h06
[ ]

[ envie esta mensagem ]






O Beijo

“Um beijo em lábios é que se demora


e tremem no abrir-se a dentes línguas


tão penetrantes quanto línguas podem.


Mais beijo é mais. É boca aberta hiante


para de encher-se ao que se mova nela.


É dentes se apertando delicados.


É língua que na boca se agitando


irá de um corpo inteiro descobrir o gosto


e sobretudo o que se oculta em sombras


e nos recantos em cabelos vive.


É beijo tudo o que de lábios seja


quanto de lábios se deseja.”

Jorge de Sena




 

Postado por: Bárbara às 11h29
[ ]

[ envie esta mensagem ]






Amo-te

"Amo-te quanto em largo, em alto e profundo
Minha alma alcança quando, transportada,
Sente, alongando os olhos deste mundo,
Os fins do Ser, a Graça entressonhada.
Amo-te em cada dia, hora e segundo
À luz do sol, na noite sossegada,
E é tão pura a paixão de que me inundo
Quanto o pudor dos que não pedem nada.
Amo-te com o doer das velhas penas;
Com sorrisos, com lágrimas de prece,
E a fé da minha infância, ingênua e forte.
Amo-te até nas coisas mais pequenas.
Por toda a vida. E, assim Deus o quiser,
Ainda mais te amarei depois da morte. "

Poema original escrito por Elizabeth Barret Browning
tradução: Manuel Bandeira




 

Postado por: Bárbara às 14h41
[ ]

[ envie esta mensagem ]






Clarice Lispector

"Sonhe com aquilo que você quiser.
 
Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela
 só se tem uma chance de fazer aquilo que se quer.
 
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
 
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.
 
As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
 
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.
 
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
 
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
 
E para aqueles que reconhecem  a importância
das pessoas que passam por suas vidas.
 
O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
 
Você só terá sucesso na vida quando perdoar os erros
e as decepções do passado.
 
A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
 
A vida não é de se brincar porque um belo dia se morre"



 

Postado por: Bárbara às 21h41
[ ]

[ envie esta mensagem ]






Carlos Drummond de Andrade

"Eu te amo porque te amo,
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.

Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.

Eu te amo porque não amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.

Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor."




 

Postado por: Bárbara às 20h51
[ ]

[ envie esta mensagem ]






Meu Primeiro Destaque

OBRIGADA CELI PELO DESTAQUE!

BEIJOS!

Por um poema de amor

"Pouso meu olhar 
vôo rasante 
sobre a noite 
e oferto meu ser 
às estrelas 
a brisa tênue 
toca minha face 
efêmera 
e colhe cálida 
o meu amor 
eterno 

Sou inteira flor 
meus lábios 
pétalas 
desabrocham beijos 
na imagem ausente 
de tua boca 
terna 
meu desejo 
perfume 
exala em orgasmo 
a memória 
de teu corpo 
enluarado 

Calo meu olhar 
e guardo a noite 
por dentro 
sonho: 
enfim te encontro"

Virgínia Scall

  




 

Postado por: Bárbara às 11h50
[ ]

[ envie esta mensagem ]






Cora Coralina

"Não sei... se a vida é curta...

Não sei...
Não sei...

Se a vida é curta
ou longa demais para nós.

Mas sei que nada do que vivemos
tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira e pura...
enquanto durar.
"

*********************

Obrigada Marina pela ajuda que  você tem me dado no blog!

http://estrela-do-mar.zip.net




 

Postado por: Bárbara às 19h06
[ ]

[ envie esta mensagem ]






Não sei quantas almas eu tenho

 
"Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem acabei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem  alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que sogue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo :  "Fui  eu ?"
Deus sabe, porque o escreveu."
 

Fernando Pessoa



 

Postado por: Bárbara às 18h13
[ ]

[ envie esta mensagem ]